Rogativa

Texto de Professora Rosinha Cordeiro de Macedo:

Recolhida na alcova solitária

Transformada pelas preces,

Em templo de Amor e Paz

Mentalizei Jesus, quando no topo do calvário,

Braços em cruz ensinava, o seu perdão.

Tão clara foi a visão que

Eu não sei se adormeci,

Ou se sonhei e com Jesus assim falei:

Oh! Jesus desce de novo

À Terra, ensine outra vez

A humanidade que a doce

Fraternidade pode ser aqui vivida.

Diz aos russos e alemães, ingleses e americanos que,

Sobre idioma diverso,

É irmão todo o universo

Filhos da grande luz.

E que Vós meigo Jesus

A todos abençoaste do alto da Tua cruz.

Japoneses ou chineses, muçulmanos ou judeus,

A todos disseste igual

Que o mal deveria ser

Banido dos corações.

Com a força do Teu Amor

Ilumina os insensatos

Que querem plantar a dor

Onde tanta dor já houve.

Ainda choram as viúvas e os filhinhos

Dos mártires da outra guerra.

Oh! Jesus… Jesus da Galiléia

Tem piedade dessa pobre humanidade

Que caminha desvairada sem te ouvir.

Volta Mestre, vem de novo a Tua Luz espargir,

Aonde tanta sombra existe.

E emudeci, comovida, triste e então escutei:

Filha querida! Já não me sentes ao teu lado?

Da Terra eu não me afastei,

Apenas sou compreendido e percebido por

Quem ama, crê e ora e por quem chora também.

Aqueles que não me vêem, no escuro da

Treva densa, primeiro terão a dor

Depois a dor se condensa e, então, virá a luz,

Tão dúlcida e tão serena que a Terra será pequena

Para tanto, tanto amor!

Filha! Agora já não tarda o

Evangelho que eu ensinei será o

Código da Terra vivido e compreendido

Por todo povo de Deus.

Filha! Não te canses da labuta,

Pois a vida é contínua luta,

Age sempre no bem. Adeus!

Desfez-se a visão querida

E aquela voz doce e calma

Ainda embala a minha alma,

Dando-me certeza e esperança

Que um dia essa criança,

Que se chama humanidade,

Sentirá na doce fraternidade a essência

Daquele amor que

Vós pregastes Senhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *